Blog

Dor abdominal: o que pode ser e o que fazer?

30/11/2021 Dr. Gerson Luis Medina Prado
Dor abdominal: o que pode ser e o que fazer?

A dor abdominal é um sintoma muito comum e que causa grande desconforto. 

Ele pode ser sinal de que algo não está bem, indicando alterações no trato gastrointestinal, por exemplo.

Você tem sentido dor abdominal? Acompanhe o blog da Clínica Lucídio Portella e saiba o que pode estar causando esse problema!

O que pode causar dor abdominal?

Má digestão

Também chamada de dispepsia ou indigestão, é um desconforto muito comum que pode causar dor abdominal e de estômago.

A má digestão pode ter diversas causas, o que inclui comer em excesso, ingerir alimentos pesados e gordurosos, consumo excessivo de álcool, entre outros. 

Muitas vezes, a má digestão pode ser acompanhada de azia, uma sensação de queimação constante no estômago.

O que fazer nesses casos? O ideal é beber bastante água e evitar consumir alimentos que podem estar causando o desconforto.

Mudar hábitos alimentares, diminuir o consumo de bebidas alcoólicas e mastigar bem os alimentos também pode ajudar com a má indigestão.

Mas, se você adotar todas essas medidas e a indigestão continuar acontecendo, o ideal é buscar um bom clínico para investigar o que pode estar causando o problema. 

Eventualmente, esse clínico saberá conduzir o seu caso ou ajudar a escolher um especialista específico para sua necessidade, como um gastroenterologista, por exemplo.

Pedras nos rins

As pedras nos rins, ou cálculos renais, também podem causar dor abdominal

O problema é caracterizado pela formação de massas sólidas, que se assemelham a pedras, compostas pelo acúmulo de cristais presentes na urina e que dificultam o funcionamento adequado do sistema urinário.

As pedras alojadas nos rins não costumam causar desconforto. Mas quando elas se deslocam e percorrem até a bexiga, a pessoa pode sentir picos intensos de dor abdominal (cólicas). 

Outros sinais e sintomas que podem ocorrer, são:

  • Dor na lombar que irradia para o abdômen;
  • Ardência ao urinar;
  • Náuseas e vômitos;
  • Sangue na urina;
  • Vontade de urinar com maior frequência. 

Após avaliação das evidências clínicas, seu médico pode solicitar exames de imagem para fechar o diagnóstico. São eles:

  • Ultrassonografia;
  • Tomografia computadorizada de abdômen. 

A tomografia computadorizada de abdômen possibilita localizar, avaliar a dimensão e medir a densidade dos cálculos renais.

Úlcera gástrica

Já ouviu falar em úlcera gástrica? É uma lesão grave que acomete o estômago, que pode ser causada por diversos fatores.

Estresse, uso de medicamentos, infecção bacteriana, distúrbios fisiológicos, são alguns exemplos.

Muitas vezes, a úlcera gástrica decorre de uma gastrite não tratada, que pode causar sensação de queimação e dor abdominal constante. 

Além da história clínica e do exame físico, o seu médico pode precisar de exames laboratoriais e de imagem complementares.

A endoscopia é um exame bastante indicado para estabelecer o diagnóstico definitivo. A radiografia simples também pode ser solicitada em alguns casos. 

Apendicite e dor abdominal

A apendicite é considerada uma causa comum de dor abdominal, sendo bastante frequente em pessoas mais jovens, dos 10 aos 30 anos de idade.

É uma condição considerada perigosa, caracterizada pela inflamação do apêndice, um órgão que se localiza na primeira porção do intestino grosso, na região inferior direita do abdômen.

A inflamação do apêndice pode levar a sérias complicações de saúde, como o rompimento do apêndice, que origina uma infecção grave, chamada de peritonite.

Além da dor abdominal, a pessoa pode sentir:

  • Dor no lado inferior direito do abdômen;
  • Náusea;
  • Vômito;
  • Febre;
  • Constipação ou diarreia;
  • Inchaço no abdômen;
  • Flatulência.

Se você suspeita de apendicite, procure assistência médica imediatamente. Seu médico pode solicitar exames laboratoriais e de imagem para auxiliar no diagnóstico.

Os exames complementares são indispensáveis para descartar outras complicações que causam sintomas semelhantes, como a doença inflamatória pélvica (DIP), por exemplo. 

Eles podem incluir: hemograma; teste de urina; ultrassonografia abdominal, tomografia computadorizada do abdômen e ressonância magnética do abdômen.

Veja também: Dor no quadril: 5 causas mais comuns

Quando a dor abdominal pode indicar algo grave?

Se a dor abdominal for persistente e estiver acompanhada de sinais e sintomas mais graves, o indicado é buscar ajuda médica o quanto antes.

Especialmente se você identificar a presença de:

  • Febre alta;
  • Vômitos persistentes;
  • Sangue nas fezes;
  • Diarreia constante;
  • Perda de peso repentina. 

Gostou do nosso conteúdo? Esperamos ter ajudado você a entender melhor sobre as possíveis causas da dor abdominal.  Se precisar de ajuda, conte conosco!

Exames de imagem em Teresina

Nós, da Clínica Lucídio Portella, temos como missão oferecer um serviço de qualidade, humanizado e acolhedor em todas as etapas do atendimento.

Contamos com médicos gastroenterologistas, EDA (endoscopia digestiva alta), exames de imagem e todos os principais exames laboratoriais.

Entre em contato e agende sua consulta clicando aqui. Se preferir, marque pelo fixo e whatsapp: (86) 3221-3062.

 

 


Junte-se a conversa

Your email address will not be published.



(86) 3221-3062

Rua São Pedro, 2133 – Centro Teresina – PI | CEP 64001-260

Segunda a sexta: 7:00h às 19:00h
Sábado: 7:00h às 12:00h


Responsável técnico:
Dr. Lucídio Portella Nunes Filho CRM/PI 1.690 RQE 547

Siga-nos nas redes


As informações em nosso site tem caráter meramente informativo e não substituem as orientações do seu médico.



©2021 Clínica Lucídio Portella | Todos os Direitos reservados | Política de privacidade | Desenvolvido pela Agência


Open chat